Encontro de Gestores Estaduais dos Pontos de Cultura

O pacto federativo para a qualificação do Programa Cultura Viva ganhou novo impulso com o Encontro de Gestores Estaduais dos Pontos de Cultura realizado em Salvador, nesta segunda e terça-feira (25 e 26/02). Para a secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC) Márcia Rollemberg, a permanente articulação com os gestores públicos fortalece a rede nacional de pontos de cultura, bem como o conjunto das ações ligadas ao exercício da cidadania e diversidade do Programa Cultura Viva.
“Para maior efetividade e expansão do Programa Cultura Viva são necessárias a modernização da gestão, a adesão dos gestores públicos ao Programa, e a intitucionalização de uma gestão compartilhada”, afirmou. Até hoje, estão fomentados mais de 3,6 mil pontos, sendo que a meta, para 2020, é o reconhecimento de 15 mil pontos.
Participaram do encontro 21 estados, representados por secretários de cultura e gestores, além da equipe da SCDC/MinC, correalizadora do evento ao lado da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) e do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura. O evento ocorreu no Conselho de Cultura da Bahia, em Salvador.
Documento
Em dois dias de encontro, os gestores produziram um documento com propostas para a qualificação do Programa, visando mais efetividade na participação social, na gestão nos Estados e ações de monitoramento e acompanhamento do Programa – desafios para o desenvolvimento do Programa Cultura Viva, que passou por um grande processo de avaliação. “Pedimos o estreitamento dessa relação, ano passado, e conseguimos, realizando agora este encontro. Ou seja, a troca aconteceu, com contribuições e experiências das mais variadas, que serão parte desse documento”, avaliou Claúdia Vasconcelos, diretora da Cidadania Cultural do Estado da Bahia e gestora da rede estadual de pontos de cultura.
Outro resultado do encontro foi a formação de uma comissão integrada pela rede de gestores estaduais, que participará da construção da Teia Nacional– Encontro Nacional dos Pontos de Cultura.  Este grupo sinalizou a importância de se realizar a Teia no primeiro quadrimestre de 2014 e não em 2013, devido à proximidade com a Conferência Nacional de Cultura, prevista para acontecer em novembro de 2013. Essa proposta será levada para a renião da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura que acontecerá no mês de março.
“Este foi um dos muitos encontros deste ano. Queremos, nessa perspectiva de qualificação que veio com o Redesenho do Cultura Viva, fazer articulações também com os gestores municipais”, informou Márcia Rollemberg. Outra sugestão dela, para alinhar questões legais e burocráticas, foi a realização de uma reunião com procuradores federais e estaduais. “Precisamos fazer fluir a gestão do Programa em seus diversos aspectos, da comunicação e gestão compartilhadas ao conveniamento bem-sucedido”.
(Texto:Janaina Rocha–Ascom/Representação Regional do MinC na Bahia e em Sergipe)
(Fotos: Kaiane Terra, Ascom/Secult-BA)

Publicado por Ana Paula Sena de Almeida

Eu tenho insights! ;-) www.apsaprojetos.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: