Encontro constrói rede de gestores culturais para o Criativa Birô

Futuros centros de apoio ao empreendedor criativo ganham forma e projetam desenvolvimento pela Cultura
Oficina Criativa Birô
A consolidação de uma rede integrada de gestores públicos que irão se reunir periodicamente para troca de experiências e busca de soluções para o desenvolvimento de empreendimentos criativos, nas 13 unidades da federação conveniadas com Ministério da Cultura (MinC), foi um dos resultados do 1 º Encontro de Gestão dos Criativas Birôs.
O encontro, que começou ontem e terminou no final da tarde desta terça-feira (19), teve o formato de oficina e reuniu gestores culturais públicos de 11 estados e do Distrito Federal (a representante do Rio Grande do Norte adoeceu e não pode comparecer). Além dos coordenadores e coordenadoras de Economia Criativa das secretarias de cultura, participaram dos trabalhos a Secretária de Cultura do Mato Grosso, Janete Riva; e a Diretora-presidente da Fundação de Cultura e Comunicação do Acre, Francis Mary de Lima.
Na abertura do encontro, a Secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC), Cláudia Leitão, antecipou a importância dessa integração e pediu o empenho de todos. “No Brasil, boas iniciativas desaparecem quando mudam os governantes. Não podemos nos submeter a isso. Para que o Criativa Birô continue, ele tem que ser abraçado pelos gestores públicos, pelos empreendedores criativos, pelo campo cultural e também pelas grandes instituições”, disse.
Oficina Criativa BirôImplementados a partir de um convênio entre o Ministério da Cultura e governos estaduais, os Criativas Birôs são escritórios que funcionarão como centros de apoio aos artistas e pequenos empreendedores criativos na estruturação e elaboração de modelos de negócios. O primeiro será inaugurado em maio, no Rio de Janeiro, estado que já vem desenvolvendo políticas específicas para o segmento criativo. Nos demais já conveniados, serão implantados no segundo semestre de 2013.
A Diretora de Empreendedorismo, Gestão e Inovação da SEC, Luciana Guilherme, lembrou que o próximo encontro da rede de gestores culturais já tem data marcada, obedecendo ao pacto de gestão firmado em Brasília: maio, no Rio de Janeiro. “Haverá a solenidade oficial de inuguração, mas também vamos ter uma agenda de trabalho interna já nas instalações do Criativa. Ou seja, o encontro de hoje é o primeiro de muitos”, afirmou.
Rio Criativo
Oficina Criativa Birô
O segundo dia de trabalho começou com a apresentação do Rio Criativo pela Coordenadora de Economia Criativa da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, Joana Stallivieri, projeto que iniciou a partir de uma pareceria com a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) para a definição dos conceitos de Economia Criativa. Joana explicou que o Rio Criativo atua em duas frentes. Em uma delas, como incubadora de empresas. “Hoje são 20 vinte empresas incubadas” destacou.  Na outra, como centro de orientação para empreendedores criativos.
Com a inauguração do Criativa Birô, a coordenadora ressaltou que o estado terá um centro de referência. “Um espaço de articulação, de circulação, onde os próprios empreendedores criativos podem buscar qualificação, consultoria, tirar dúvidas sobre questões jurídicas, financeiras ou até sobre planejamento estratégico para o seu negócio.”
Cultura como geradora de riquezas
Luciano Gonçalo, Coordenador de Economia Criativa da Secretaria de Cultura de Pernambuco, outro estado que vem avançando em políticas para o setor, salientou que os escritórios de apoio aos empreendedores criativos podem desempenhar uma função estratégica de  desenvolvimento e inclusão. “Com o Criativa Birô, passamos a ser proativos no processo de estímulo ao desenvolvimento econômico das comunidades, não mais apenas coadjuvantes, e nem tendo uma postura passiva de só receber recursos, ou de ficar a espera de alguma política social”, disse. “São espaços que colocam a Cultura como geradora de riquezas, não só aquela que demanda recursos.”
A Secretária de Cultura do Mato Grosso, Janete Riva, disse que o estado precisa de uma estrutura para desenvolver a cultura e comemorou o convenio. “Acabamos de pactuar e estamos ansiosos para iniciarmos os trabalhos, o espaço já está reservado, e  tenho certeza que vai contribuir muito para a cultura do Mato Grosso”, afirmou.
No Acre, foi reservado um espaço nobre para a instalação do Criativa Birô. “É um espaço privilegiado, patrimônio histórico do Estado, que era antiga residência dos governantes,  chamado Casarão”, contou a presidente da Fundação de Cultura e Comunicação, Francis Mary de Lima.
(texto e fotos: Marcelo Leal – Ascom/SEC/MinC)

Fonte: MinC

Publicado por Ana Paula Sena de Almeida

Eu tenho insights! ;-) www.apsaprojetos.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: