Executivos reconhecem mudança e inovação como diferencial competitivo, mas metade deles não está preparado para tal processo