Atrasos nos pagamentos e em editais de compras de livros, além da suspensão de programas governamentais, vêm levando editoras a apertar os cintos num ano em que já é esperada alguma retração no mercado editorial.

Via Luciano Sathler