Cinema brasileiro sofre com falta de distribuição, diz cineasta Cláudio Assis

Mariana TokarniaEnviada Especial Olinda (PE) – Produzir um filme hoje no Brasil é difícil, fazer com que ele chegue às salas de cinema, à programação das TVs, é quase impossível até mesmo para os melhores filme do Brasil, o diretor de cinema Cláudio Assis fala com propriedade. Seus longa-metragens: Amarelo Manga (2002), Baixio das Bestas (2006) eFebre do Rato (2011)Continuar lendo “Cinema brasileiro sofre com falta de distribuição, diz cineasta Cláudio Assis”