Gerando recursos para seu projeto cultural

 

Hoje em dia é muito mais fácil ser o cara da banda do “Eu sozinho”. Fazer um projeto através de plataformas digitais tornou-se tarefa executável, não é fácil num país preconceituoso e centralizador como o Brasil.

Temos uma infinidade de alternativas e nomezinhos bastante populares que caíram no gosto popular, mundialmente falando, crowdfunding, colaboração, sharing economy, compartilhamento, economia digital, gameficação, etc.

Nomes não faltam para conceituar este novo modo de viver todo mundo junto e misturado. Enfim, a união faz a força mesmo quando parecemos tão sozinhos em nossos PCs, gadgets, smarthphones, Googleglass.

Fiz uma colaboração recentemente no projeto de um músico e compositor, liberando espaço no meu site para que ele disponibilizasse suas músicas e iniciasse uma campanha para divulgar a produção e o lançamento de seu novo CD. Neste tipo de projeto, todas as ações e campanhas estão interligadas. Deve-se pensar desde a publicidade até o destino dos contatos que serão feitos ao longo do processo.

Também deve-se prever que a crise política pode colocar tudo em risco. Um país que leiloa os espaços na internet para interesseiros políticos fatalmente coloca tudo a perder num imenso mercado como este apenas em benefícios do interesse político de determinado partido A ou B.

Enfim, é possível gerar recurso para o seu projeto através da internet e também impossível conviver com a tacanhice da gestão pública que sempre quer levar vantagem em tudo e nunca permite liberdade, de fato, nos meandros da rede que é mundial mas está vivendo plenamente uma favelização ideológica. Violência, mentiras e manipulação.

Enfim, o que mais precisamos neste contexto de economia digital é de boas, honestas e baratas plataformas que possibilitem o tal do “Eu sozinho” a trabalhar em paz. O resto é interesse político, corrupção, manipulação da rede e aquele jeitinho brasileiro de nos deixar cada vez mais dependentes de artigos que não nos interessam mais!

Faça você mesmo! Caso precise de insights e expertise, acesse: www.apsacultura.com.br

 

 

Anúncios

Assinaturas de streaming de música crescem 39%

Scooped by Ana Paula Sena

Assinaturas de streaming de música crescem 39%

O “streaming” se confirmou como a palavra da moda no mercado global de música em 2014 e as receitas digitais já estão perto de superar as vendas físicas no Brasil, de acordo com…

Ana Paula Sena’s insight:
Tecnologia. Venda de músicas.

Últimos dias para se inscrever em bolsas de estudo na área de Música

Scooped by Ana Paula Sena

Últimos dias para se inscrever em bolsas de estudo na área de Música

Jovens podem se aplicar até o dia 31 de março em uma das três bolsas oferecidas pelo programa da Fundação Latin GRAMMY

Ana Paula Sena’s insight:
Oportunidades.

Os 5 discos de vinil mais vendidos em 2014

Escavado por Ana Paula Sena 

OS 5 discos de vinil Mais Vendidos em 2014 – Cultura – Estadão

A Luta de Jack White Para resgatar o formato deu frutos, e Seu Último álbum foi o Mais Bem sucedido no ano

O insight de Ana Paula Sena:
Mercado. Música.

Teremos música de graça no futuro?

Scooped by Ana Paula Sena

Teremos música de graça no futuro?

Empresas e músicos estão buscando novas maneiras de atrair nossa atenção – e nosso dinheiro; mas somos nós, o público, quem deve sair ganhando.

Ana Paula Sena’s insight:
Todos os irresponsáveis querem ter sem dar retorno aos que compartilham… (risos)

YouTube avisa se música usada em vídeo é protegida por direito autoral

Scooped by Ana Paula Sena

YouTube avisa se música usada em vídeo é protegida por direito autoral

Plataforma do Google informa se faixa pode resultar na retirada do vídeo.
Antes, consequência de uso indevido só era conhecida com o vídeo no ar.

Ana Paula Sena’s insight:
Você já viu aqui. Outra fonte.