O Estado insidioso

michel_foucault_a_norma_esta_inscrita_entre_as_artes_de_l8elj6e

Quando o Estado resolve tornar-se um saqueador de recursos, a primeira atitude dos gestores públicos sem ética é corromper a ordem e a harmonia dos processos judiciais. Quando um cidadão procura a justiça do trabalho com o intuito de buscar seus direitos, ele jamais imagina as estratégias sórdidas das quais o Estado é capaz de lançar mão para nunca pagar ações trabalhistas.

Desde corromper os sindicatos até demitir mulheres grávidas sem justa causa, até mesmo atitudes insidiosas de lançar mão da participação de outros órgãos que compõem a gestão pública. A ação pode começar na Vara Trabalhista e acabar em Varas de Família e Criminal porque desde o começo os processos foram corrompidos por ações de servidores públicos e gestores sem escrúpulos. O vício dos vícios é a tentativa constante de mudar fatos ou de criar situações que beneficiem os interesses de pessoas que usam insígnias de servidores do Estado.

Nunca imaginei que pudesse travar uma batalha tão destrutiva com o Estado desde que resolvi processar a empresa CEMIG TELECOM e CEMIG por assédio moral e racismo. Nunca em minha vida modesta e de trabalho e estudos, desde sempre, nunca pensei que o Estado fosse capaz de infiltrar pessoas tão sórdidas em meu cotidiano apenas para tirar proveito processual na tentativa de me transformar numa, digamos, “planta sem raciocínio”!

Quando o estado tem nas mão o poder de vazar suas contas de internet, usar suas fotos, invadir sua rede residencial, tirar proveito de seus projetos e empreendimentos pessoais nada pode impedi-lo senão os limites espirituais que, caso possam existir, buscam a transcendência, a compaixão e o respeito ao próximo. Princípios essenciais de qualquer grupo religioso.

Assim como Maria Madalena, a grande incentivadora e discípula do Cristo, foi transformada em nada menos que uma “prostituta”, vejo o Estado transformando vidas comuns em burros de carga destinados a carregar peso extra que servidores sem escrúpulos tomam em conta como proveitosos investimentos de longo e médio prazo.

O Estado vive o pior momento, o momento das trevas em que a Lua se põem alta no céu e nas ruas apenas cachorros em busca de restos de comida. O slogan do Estado é o trabalho no entanto baseado em ações sujas e juridicamente forjadas por pensamentos criminosos tomando como base o amparo das Leis deste país.

Um ambiente nauseado que cheira azedo a mofo e mijo, local onde o Estado pretende chamar de República Democrática, por hora, não passa de uma República Demoníaca que não permite a participação dos cidadãos, apenas os saqueia e extorque sem trabalhar por equilíbrio social.

Nestes casos o que podemos fazer para reverter ações tão obscuras? Somos tão pequenos quanto o Hobbit, somos tão insignificantes quanto as formigas, somos o povo, apenas.

O que podemos fazer? Só podemos fazer o que eles não querem, reestruturar todas as regras do jogo e refazer as normas com as quais as ditas instituições trabalham!  Nunca atenda a burrice burocrática de um sistema corrompido!

É fato vivido!

Anúncios

A violência invisível da Internet ponto BR

6a201-copa-do-mundo-2014

Funciona assim, usam seus perfis, roubam seus contatos e usam os frutos do ócio criativo, pensamento é dinheiro ou excremento?

Você não percebe, inocente sem saber que o GOVERNO quer ser seu coordenador no uso das redes sociais. E lá se vai o sonho de equilíbrio e comunhão na economia digital!

Começa com o interesse político de OCUPAR a rede para fazer seus discursos ideológicos. Termina com uma crise política e uma rede que, se fotografada, não serviria nem de trapo, nem de pano para limpar privadas.

Por isso, só posso concluir uma coisa: o Brasil é nota zero em comportamento na rede. Estabeleceu a barbárie antes da chegada ao futuro. Preferiu usurpar em vez de contribuir.

A população não sabe e não entenderia como é fácil invadir privacidades em massa. Como é fácil para um falsário tirar proveito de outros ID´s na internet.

Precisaremos de uma correção que nos faça voltar um pouquinho atrás… algo como um RETARDAMENTO em prol da nossa educação e colaboração.

Cérebros minúsculos compensados com chips de computador ou talvez a volta às casas em árvores que, para muitos, é onde os nossos saudosos índios moravam antes da chegada dos portugueses.

A selva não é muito longe daqui, fica ainda na atitude dos que se acostumaram a levar vantagem em tudo.

Enfim, minha pátria é linda mas também é sórdida!

 

Facebook leva produtores de conteúdo para dentro da timeline

Scooped by Ana Paula Sena

Facebook leva produtores de conteúdo para dentro da timeline

O que antes era uma briga que parecia não ter fim, hoje parece ser o começo de uma aproximação. Facebook e o mercado editorial estão juntos agora num projeto chamado Instant Articles.

Ana Paula Sena’s insight:
Redes Sociais. Facebook.  [Vai vendo…]

Facebook: 5 coisas que você precisa saber sobre a parceria Dilma e Zuckerberg

Scooped by Ana Paula Sena

Facebook: 5 coisas que você precisa saber sobre a parceria Dilma e Zuckerberg

O governo brasileiro fechou uma parceria com Facebook que deve impactar a rotina de milhares de pessoas. O objetivo da colaboração é aumentar a inclusão digital no país, garantindo que mais gente tenha acesso a serviços nas áreas da saúde, …

Ana Paula Sena’s insight:
Tecnologia. Redes sociais. Novos projetos à vista!

Vagina de 149 anos causa disputa judicial entre Facebook e tribunal francês

Scooped by Ana Paula Sena

Vagina de 149 anos causa disputa judicial entre Facebook e tribunal francês

Um professor processou a rede social por ter sua conta suspensa após postar o quadro ‘A Origem do Mundo’

Ana Paula Sena’s insight:
Tecnologia. Redes sociais e comportamento.

Your Tweets are Twitter’s Most Lucrative Product

Scooped by Ana Paula Sena

Your Tweets are Twitter’s Most Lucrative Product

The social media giant is putting your tweets up for sale.

Ana Paula Sena’s insight:
“Você, o poder e sua identidade virtual.” Leia mais em meus pontos de vista. http://vistapsa.tumblr.com/

“Encontro de Juca Ferreira com blogueiros…

Scooped by Ana Paula Sena

@migrosario on Instagram: “Encontro de Juca Ferreira com blogueiros. Conversas para achar soluções para crise da comunicação e cultura. Estou aqui.”

“Encontro de Juca Ferreira com blogueiros. Conversas para achar soluções para crise da comunicação e cultura. Estou aqui.”

Ana Paula Sena’s insight:
Solução: DIVIDAM O BOLO DA PUBLICIDADE COM O POVO QUE É A PRÓPRIA REDE SOCIAL!